Vitamina E – O que é, Benefícios, Fontes e Deficiência

Vitamina E – O que é, Benefícios, Fontes e Deficiência
5 (100%) 1 vote

A Vitamina E é uma vitamina que se dissolve na gordura. Encontra-se em muitos alimentos, incluindo óleos vegetais, cereais, carne, aves, ovos, frutas, vegetais e óleo de germe de trigo. Também está disponível como suplemento. E se eu lhe dissesse que havia uma vitamina que desempenha o papel de antioxidante, evitando danos aos radicais livres em gorduras específicas no corpo que são críticas para sua saúde e, naturalmente, retardando o envelhecimento? Estou falando sobre Vitamina E, e acredito ou não, os benefícios da Vitamina E não terminam por aí.

Outros benefícios da Vitamina E incluem seu papel como uma importante vitamina lipossolúvel que é necessária para o bom funcionamento de muitos órgãos, atividades enzimáticas e processos neurológicos. Confira os tópicos abaixo e saiba mais sobre esse nutriente:

O que é Vitamina E:

A Vitamina E é um antioxidante. Isso pode ajudar a proteger suas células de danos. Este nutriente essencial ocorre naturalmente em muitos alimentos.

Também está disponível como suplemento dietético. Às vezes, é em alimentos processados. A Vitamina E é solúvel em gordura. Isso significa que seu corpo armazena e o usa conforme necessário.

O termo “Vitamina E” descreve oito compostos diferentes. O alfa-tocoferol é o mais ativo nos seres humanos.

Fontes da Vitamina E:

Fontes da Vitamina EA maioria das pessoas não está ciente de que a “Vitamina E” é uma descrição coletiva de oito compostos, quatro tocoferóis e quatro tocotrienóis.

A obtenção de Vitamina E suficiente parece ser especialmente crítica para os mais jovens (fetos ou bebês), idosos e mulheres que estão ou podem engravidar.

De acordo com o USDA, A quantidade recomendada da Vitamina E coletiva é de 15 miligramas por dia (ou 22,5 UI) para adultos.

Eu recomendo que consome dois a três desses alimentos diariamente para atender às suas necessidades:

  • Sementes de girassol;
  • Amêndoas;
  • Avelãs;
  • Germe de trigo;
  • Manga;
  • Abacate;
  • Brócolis;
  • Espinafre;
  • Kiwi;
  • Tomate.

Agora que já conhecemos as principais fontes desse nutriente, conheça também os Benefícios da Vitamina E para o corpo:

Benefícios da Vitamina E:

Os principais benefícios da Vitamina E para o corpo incluem:

  • Aumentar a produção de colágeno, uma proteína semelhante a fibra que é responsável por manter a elasticidade da pele. Isso reduz a ocorrência de linhas finas e rugas que são sinais de envelhecimento.
  • Ela contém antioxidantes que neutralizam os efeitos dos radicais livres causados ​​pela radiação ultravioleta, provocando queimaduras solares.
  • Reparar folículos pilosos danificados e estimula o crescimento saudável do cabelo.
  • Ajudar a limpar sujeira, sujeira e outras impurezas ao mesmo tempo que mantém o equilíbrio do óleo da sua pele.
  • O óleo dela é muito eficaz para diminuir o processo de envelhecimento, seja sua pele ou cabelo.
  • Ajudar a fortalecer e suavizar as cutículas dos cabelos, reduzindo assim os casos de divisão e quebra.
  • O óleo dela possui potenciais curativos notáveis. Possui a capacidade de curar feridas causadas por pequenas queimaduras
  • O óleo dela penetrará profundamente na pele para reparar o tecido cicatricial na fonte, ajudando assim a diminuir a aparência das imperfeições na pele.
  • Os poderosos antioxidantes presentes nela atuam como um escudo protetor contra os efeitos nocivos do sol que causam a multiplicação de células cancerosas
  • Os suplementos dela são conhecidos por ajudar a combater os efeitos de distúrbios como a fibrose cística que resulta em bloqueio pancreático.

Suplementos da Vitamina E:

Uma vez que as fontes naturais de Vitamina E são abundantes e disponíveis, é muito raro que a suplementação desse nutriente seja realmente necessária. A suplementação pode, porém, ser benéfica para muitas pessoas, se feita dentro de limites seguros.

Porém, na escolha de suplementos de Vitamina E é necessário muito cuidado. Em primeiro lugar, recomenda-se se assegurar que o suplemento contenha a vitamina em sua forma natural, que é muito mais eficaz que a forma sintética.

Mais importante que isso, porém, é a determinação da dosagem. Recomenda-se fortemente a consulta a um médico para determinar a dosagem adequada levando em consideração a dieta e outros fatores.

Quantidade Recomendada da Vitamina E:

A quantidade recomendada da Vitamina E (incluindo diferentes isômeros), de acordo com o USDA, inclui o valor que você recebe dos alimentos que você come e de todos os suplementos que você toma. As recomendações para diferentes faixas etárias estão listadas abaixo:

Crianças:

  • 1-3 anos: 6  Microgramas por dia;
  • 4-8 anos: 7 Microgramas por dia;
  • 9-13 anos: 11 Microgramas por dia.

Mulher:

  • 14 anos e mais: 15 Microgramas por dia.

Grávida:

  • Grávida: 15 Microgramas por dia;
  • Aleitamento materno: 19 Microgramas por dia.

Homem:

  • 14 anos e mais: 15 Microgramas por dia.

Os níveis toleráveis ​​de ingestão superior são a maior quantidade de vitamina que a maioria das pessoas pode tomar com segurança.

Essas doses elevadas podem ser usadas para tratar uma deficiência da Vitamina E, e é importante falar com um médico antes de tomar mais do que esses níveis de ingestão superiores.

  • 1-3 anos: 200 Microgramas por dia;
  • 4-8 anos: 300 Microgramas por dia;
  • 9-13 anos: 600 Microgramas por dia;
  • 14-18 anos: 800 Microgramas por dia;
  • 18 anos e mais: 1.000 Microgramas por dia.

Tenha em mente que, porque ela é solúvel em gordura, os suplementos funcionam melhor quando são absorvidos com alimentos e a American Heart Association recomenda a obtenção de antioxidantes, incluindo ela, comendo uma dieta saudável e equilibrada, rica em frutas, Veggies e grãos inteiros.

Obter suas vitaminas dos alimentos que você come é sempre uma alternativa melhor do que usar um suplemento porque é difícil consumir excessivamente ela ao obtê-la da sua dieta normal.

Deficiência da Vitamina E:

Deficiência da Vitamina EQuando tomado em doses apropriadas, o uso oral de Vitamina E geralmente é considerado seguro. Raramente, o uso oral desse nutriente pode causar:

  • Náusea
  • Diarreia
  • Cãibras intestinais
  • Fadiga
  • Fraqueza
  • Dor de cabeça
  • Visão embaçada
  • Erupção cutânea
  • Disfunção gonadal
  • Aumento da concentração de creatina na urina (creatinúria)

Tomar doses mais altas de Vitamina E pode aumentar o risco de efeitos colaterais. Além disso, há uma preocupação de que as pessoas com baixa saúde que tomam altas doses de Vitamina E estão em maior risco de morte.

O uso desse nutriente pode interagir com muitas condições. Por exemplo, pesquisas sugerem que o uso oral de Vitamina E pode aumentar o risco de câncer de próstata.

Outras pesquisas sugerem que o uso de Vitamina E pode aumentar o risco de morte em pessoas com história grave de doença cardíaca, como ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral.

Converse com seu médico antes de tomar a Vitamina E se você tiver:

  • Uma deficiência de vitamina K
  • Uma condição do olho em que a retina está danificada (retinite pigmentosa)
  • Distúrbios hemorrágicos
  • Diabetes
  • Um histórico de ataque cardíaco ou derrame cerebral anterior
  • Câncer de cabeça e pescoço
  • Doença hepática

O suplemento pode aumentar seu risco de sangramento. Se você está planejando ter uma cirurgia, pare de tomar ela duas semanas antes.

Recomendado Para Você:

5 Pings & Trackbacks

  1. Pingback:

  2. Pingback:

  3. Pingback:

  4. Pingback:

  5. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vitamina K – O que é, Benefícios, Fontes e Deficiência

Vitamina D – O que é, Benefícios, Fontes e Deficiência